LOGO NOVO_2.png

Pós operatório cirurgia plástica

A drenagem linfática pós-cirúrgica é um dos grandes segredos para ter uma recuperação melhor, mais rápida e ainda potencializar os resultados.


Depois de um procedimento cirúrgico, é comum que você retenha uma quantidade de líquido maior do que o seu corpo consegue drenar.


O excesso de retenção de líquidos nos tecidos do corpo pode causar um inchaço, conhecido também como edema pós-cirurgia.


O tratamento mais indicado é a drenagem linfática, que tem como principal objetivo evitar a retenção de líquidos no organismo, melhorar a circulação sanguínea e eliminar ocasionais dores no corpo.


Mas é importante ressaltar que os especialistas defendem a técnica manual. Isto porque apenas desta forma é possível respeitar a fisiologia do sistema linfático.


Assim, é capaz de reduzir possíveis:
• Edemas pós-cirurgia
• Seromas
• Hematomas pós-cirurgia
• Formações de fibroses


A drenagem favorece a hidratação da pele, acelera o processo de cicatrização e a recuperação no pós-operatório.


Por todos estes motivos é muito utilizada em tratamentos estéticos, pré e pós-cirúrgicos.

massagem

Drenagem Linfática

A principal função da drenagem linfática é retirar os líquidos acumulados entre as células e os resíduos metabólicos, que vão parar no sangue através da circulação. Essa técnica também estimula a regeneração dos tecidos, melhora o sistema imunológico, elimina toxinas, é relaxante e tranquilizante, age contra celulite, gordura localizada, varizes e ainda melhora a ação antiinflamatória do organismo.

 

Essa prática surgiu na Dinamarca e hoje é feita de dois modos: manual e mecânico. Em ambos ela é uma massagem ritmada que resulta em todos esses benefícios citados anteriormente. E por ter efeito direto na circulação sanguínea, a drenagem também ajuda no desconforto pré-menstrual e é ótima para reduzir inchaços e edemas de períodos pós-operatórios.

 

As sessões normalmente duram quarenta e cinco minutos.

 

É recomendado fazer de duas a três vezes por semana, os resultados podem ser vistos nas primeiras dez sessões.

Vale lembrar que a drenagem não é recomendada para pessoas com infecções agudas, insuficiência cardíaca, trombose, hipertensão, câncer, asma brônquica e bronquite asmática.