O que é síndrome do pânico?

 
Pânico é o ponto mais forte da ansiedade. É um medo tão intenso que dificulta a capacidade de raciocínio. A pessoa com síndrome do pânico pode sentir vontade de sair correndo, procurar um lugar seguro. Para alguns o pronto socorro é esse local, pois tem a sensação de que está muito doente, que vai ter um ataque do coração, mas quando ela é atendida, o médico nunca identifica um problema físico, pressão boa, respiração normal, enfim, corpo saudável.
A síndrome do pânico é um mal estar repentino sem ter nada aparente provocando, com sintomas físicos intensos, em geral, falta de ar, tontura, mal estar, dor de barriga e suor frio.
Os sintomas geralmente começam de forma branda, chegam a um pico mais forte em alguns minutos e depois de um tempo a coisa toda passa do mesmo jeito que chegou, sem explicação.
Síndrome do pânico é um transtorno de ansiedade. As pessoas costumam identificar a depressão e a ansiedade, mas tanto a depressão está dividida em vários tipos. Existem vários quadros ansiosos, vários tipos de ansiedade.
A ansiedade é necessária para a preservação do individuo. Medo é um instinto de preservação. Se você tiver não tiver medo nenhum de nada, você vai acabar se colocando em situações de risco exagerado, vai atravessar uma avenida sem olhar para os lados, mas com medo exagerado você não vai atravessar rua nenhuma, fica paralisado. E aí é que entra o transtorno, é quando o medo para de te proteger e começa a te prejudicar.
 

Tratamento para síndrome do pânico

Como a agorafobia é um transtorno de ansiedade, o tratamento segue os mesmo parâmetros. É importante trabalhar a mudança do comportamento atual e conjuntamente a origem dos sintomas.
Exercícios de relaxamento podem ajudar muito a pessoa ansiosa.
O tratamento psicoterapêutico pode ajudar a pessoa analisa seus pensamentos diante das situações que lhe causam ansiedade. Por exemplo, a pessoa que fica ansiosa adiante de uma entrevista, apesar de faltar dias. Não percebe exatamente que pensamentos a deixa ansiosa, mas pode começar a se conscientizar deles. Por exemplo: “o entrevistador vai perguntar algo que eu não sei responder”. O psicólogo poderá lhe ajudar a encontrar caminhos para novos pensamentos mais verdadeiros e menos ansiosos. Perceber o medo, a preocupação, o pânico, a apreensão pode ser um passo.  Você tem o direito de ter estes sentimentos, e também tem o direito de supera-los!
  • Instagram
  • Facebook Social Icon

Horário de funcionamento:

Segunda - Sexta              07:00 - 22:00
Sábado                              08:00 - 19:00
Domingo                          Fechado

 

Endereço:

Rua Senador Milton Campos, 126

Santo Amaro - zona sul de SP - São Paulo

 

Contato: 3477-3375   -   98193-8024 (WhatsApp)